sexta-feira, 16 de maio de 2014

Anne de Green Gables - L.M. Montgomery

''- É verdade; mas os bolos têm esse hábito horroroso de não ficarem bons justamente quando você quer que eles fiquem especialmente bons.''

Olá fofas!!
Depois de algum tempo sem postar, tem resenha de um livro magnífico. Olha só:

''Outras pessoas além de Anne pensavam a mesma coisa ao deparar com o lugar. Era uma trilhazinha estreita e cheia de meandros que descia uma colina extensa e atravessava diretamente o bosque do Sr. Bell, onde a luz passava por tantos filtros cor de esmeralda que chegava ao chão tão perfeita quanto o cerne de um diamante. Era margeada em toda sua extensão por bétulas esguias e jovens de troncos brancos e galhos flexíveis. Samambaias , leites-de-galinha, lírios-do-vale silvestres e ervas-do-canadá, com seus cachos escarlates, eram numerosos em todo percurso. E sempre havia algo de vívido e delicioso em todo ar, a música dos passarinhos, o murmúrio e o riso dos ventos silvestres nas copas das árvores.''



Sinopse: Uma menina de 11 anos, com cabelos ruivos, sardas e uma mente tão perspicaz quanto a de um cientista em busca de conhecimento, chega a uma terra onde as tardes são calmas; os pores do sol, alaranjados; as florestas, aconchegantes; e os rios, suaves, como o ritmo do povoado.
Como a floresta mal-assombrada do mundo criativo de Anne, as pessoas de Avonlea não a recebem muito bem. Diferente, inteligente, preocupada e um tanto desastrada, a garotinha de sonhos sapecas vai aos poucos conquistando o coração de cada um.
Entre uma travessura e outra que insiste em permear os gramados em que pisa, Anne vai mostrando como é aproveitar a vida de uma forma mais simples e divertida. Seja caindo de um barco, ou esquecendo de preparar um bolo, ela vai amansando a todos, pois uma pitada de baunilha não faz mal a ninguém, nem que isso traga um pouco de confusão.
Sua boca é uma matraca, e seus sonhos são maiores que moinhos de vento. Anne vai crescendo... e crescendo... e de patinho feio revela-se um elegante e atento cisne, pronto para abrir suas asas e voar para além das veredas. Mas a vida é feita de artimanhas, e a nossa garotinha adotada pelos irmãos Marilla e Matthew tem algumas cercas a pular, sem jamais deixar seus sonhos desvanecerem, como algumas criaturas fazem...


''Outubro era um mês belíssimo em Green Gables: as bétulas da valeira ficavam douradas como a luz do sol; os bordos atrás do pomar, de um carmesim majestoso; e as cerejeiras silvestres que margeavam a vereda se vestiam com os tons mais adoráveis de vermelho escuro e verde bronzeado, ao passo que o restolho dos campos dourava ao sol.
Anne deleitava-se com o mundo de cores ao seu redor.
- Oh, Marilla - ela exclamou numa manhã de sábado, ao entar dançando, com os braços tomados por ramos deslumbrantes -, fico tão feliz por viver num mundo onde existem outubros. Seria terrível se simplesmente passássemos de setembro a novembro, não seria? Veja só estes ramos de bordo. Não são de arrepiar? Um arrepio atrás do outro? Vou decorar meu quarto com eles.
- Sujeira - disse Marilla, cujo senso estético não era dos mais desenvolvidos. - Você entulha seu quarto com esse monte de coisas que traz lá de fora, Anne. Os quartos foram feitos para dormir.
- Oh, e para sonhar também, Marilla. E, sabe de uma coisa, sonha-se muito melhor num quarto com essas coisas bonitas. Vou colocar estes ramos na velha jarra azul e deixá-los em cima da minha mesa.''


Minha opinião:
É possível não se apaixonar por Anne Shirley??
Com uma imaginação do tamanho do mundo, Anne fica encantada por Green Gables, assim como todos que leem o livro, e então, dá nomes lindos a cada coisa que vê: como a Rainha da Neve, o Lago das Águas Cintilantes, a Vereda dos Namorados...
Dá uma dó de Anne logo que chega na casa do Cuthbert. Os irmãos queriam um menino, e até pensam e mandá-la de volta, como se fosse uma mercadoria que se troca e destroca.
Também não entendo porque Anne detesta seu cabelo. Todo ruivo, comprido e cacheado. Anne deve ser uma menina linda <3
Depois de ser tão dura com a pequena orfã, Marilla vai se amolecendo e entendendo que o que ela faz de errado não é por mal, e finalmente se apaixonando pela menina e agradecendo todos os dias por ter Anne na propriedade.
O livro é muito bom. Com uma boa diagramação, leitura leve, engraçada, comovente que nos desafia a usar nossa imaginação assim como Anne Shirley!!

Informações:
Título Original: Anne of Green Gables;
Autor: L.M. Montgomery;
Editora: Martins;
Páginas: 471;
Gênero:Literatura juvenil, romance canadense;
Duração da leitura: um mês e uma semana;
Nota:  (pode seis??)


''- Oh, Marilla, metade do prazer que há nas coisas é esperar por elas! - exclamou Anne. - Pode ser que nunca as tenhamos, mas nada nos impede de nos divertir esperando por elas.''

Beijos 

2 comentários:

  1. Haa, que gracinha de livro!! *-*
    Fiquei com vontade de ler! Adorei o blog! ;)
    Bjs!!

    http://contamasprimaveras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Bia!! Leia sim, é ótimo *--*
      Beijo

      Excluir

O que acharam do post ?? Me digam aqui nos coments !!
:*